Morre, aos 82 anos, o ator Sérgio Mamberti.

O ator estava internado em um hospital de São Paulo desde agosto com uma infecção nos pulmões. Sérgio Mamberti participou de 50 filmes, atuou em 30 novelas e fez 80 peças.

Morreu, no dia 3 de setembro, em São Paulo, aos 82 anos, o ator Sérgio Mamberti.


Sérgio Duarte Mamberti nasceu em Santos, no litoral paulista.

Passou, com destaque, na seleção para a Escola de Artes Dramáticas, na Universidade de São Paulo.


Mamberti começou no teatro aos 23 anos. Muito por incentivo da sua família, formada por amantes da arte.


“Os meus pais gostavam muito de cinema e começaram a me levar ao cinema. Eu com 9 ou 10 anos, eu via uma média de 400 filmes por ano. Eu tenho uma noção clara porque eu anotava todos os filmes. Tinha um caderno onde eu ia anotando os filmes, fazia comentários sobre eles e tal”, relembrou o ator.

O ator logo chegou as telas do cinema, muito por conta de suas referências cinematográficas. Em seguida foi a vez de entrar na televisão, atuando em várias novelas e minisséries.


"Certamente, o personagem que me marcou profundamente na televisão... Quer dizer, são dois personagens: um é o Eugênio, o mordomo de “Vale Tudo", e o outro é o Tio Vitor, do Castelo Rá-Tim-Bum”, opinou Sérgio em entrevista.

Sérgio Mamberti teve três filhos com Vivian Mahr, que morreu aos 37 anos, em 1980. Anos depois, conheceu Ednardo Torquato. O relacionamento durou quase quatro décadas, até a morte do companheiro. Eles adotaram uma filha.




“Eu gosto de ser pai. Ser pai, para mim, é uma realização, talvez a maior da minha vida”, afirmou.

Sérgio Mamberti também teve uma grande participação política no país. Ao lado do irmão, Claudio Mamberti, ajudou a fundar o PT, o Partido dos Trabalhadores. Nos governos Lula e Dilma, ocupou vários cargos dentro do Ministério da Cultura.


O ator morreu em um hospital de São Paulo, onde estava internado desde o final de agosto, com uma infecção nos pulmões. O Brasil sentirá muito a sua falta.